ACMD realiza café da manhã e divulga sua próxima “Vivência”

Na última quinta-feira (17 de setembro), a ACMD promoveu um “café da manhã” para cerca de 40 pessoas – entre empresários e lideranças da Baixada Santista. O objetivo foi divulgar a próxima edição da “Vivência de Imersão – O Líder do Século XXI –  Transformações e Sustentabilidade”. O evento contou com três mini palestras, uma amostra do que será presenciado em outubro, quando ocorrerá a imersão.


A primeira palestra foi ministrada por Marion Monteiro, Conselheira da ACMD e Coordenadora do Programa Mãos na Consciência. Ela explicou que esse trabalho é focado no desenvolvimento humano, do qual fazem parte três diferentes projetos: Módulos preparatórios, “Vivências” e Grupo de Estudos.


“Para mudar o mundo, primeiro precisamos transformar a nós mesmos. Cada um pode colaborar, mesmo dentro do seu próprio ramo de trabalho”, disse a Conselheira. Marion lembrou ainda, que de alguma forma, todos somos lideranças, pois “temos que liderar as nossas próprias vidas”.


A segunda mini palestra foi ministrada por Lúcia Helena dos Santos Cordeiro, associada da ACMD, professora universitária, especialista nas áreas de gestão de talentos humanos, construção de times de alta performance e qualidade total, e com atuação nas áreas de administração, educação e comunicação. Em sua explanação, a palestrante demonstrou a aplicação da “Vivência” no ambiente corporativo.


Disse  que atualmente as empresas buscam profissionais altamente capacitados, não só na área técnica, mas que sejam “seres integrais”, ou seja, que conhecem muito bem a si mesmos, têm competência para interagir com os outros, e também com o meio ambiente – em prol da evolução de uma construção da coletividade. Segundo ela, ter esse conceito amplo em mente é a diferença entre ser somente chefe e o verdadeiro líder.


Lúcia Helena também expôs o conceito de “gestão do significado” – o qual preconiza que cada indivíduo é um elo de uma cadeia em constante transformação. Ela também comentou, que na verdade, esse conceito não é novo. A consultora afirmou que o mundo empresarial, hoje, necessita de lideranças transformadoras, que sejam provedoras de soluções.


A palestrante fez um resumo histórico dizendo que a humanidade já passou pela era agrícola, industrial, do conhecimento e agora se encontra na digital. Ela explicou que isso retrata que “a única constante do universo é a mudança”. E que na verdade, as empresas são em sua essência um conjunto de pessoas.



O evento foi encerrado por Alexandre Camilo – que é ator, dramaturgo, diretor teatral e consultor em recursos humanos dramatizados. De uma forma lúdica, Camilo fez pequenas demonstrações do tipo de comportamento que encontramos nas corporações e na vida de modo geral.


O consultor, também com muito humor, falou sobre desenvolvimento humano. Finalizou sua apresentação contando uma história de tradição oral, da cultura africana. Com isso, fez com que o público refletisse sobre o fato que na vida, às vezes, oportunidades são desperdiçadas, porque não sabemos observá-las devidamente. “Hoje foi apenas uma amostra do que abordaremos na “Vivência” da ACMD. Será uma oportunidade de aprofundar esses temas”, disse. Camilo é um dos professores que farão parte da “Vivência” no próximo mês.


Nos dias 23 a 25 de outubro, ocorrerá a “Vivência” da ACMD. Em sua 8ª edição e com um público total de 160 pessoas, as “Vivências” são capacitações multidisciplinares, com duração de três a quatro dias, nas quais seus participantes permanecem em imersão, contando com ambiente acolhedor e profissionais renomados como facilitadores.


Tem como foco o aprimoramento individual e o desenvolvimento de competências, colaborando para que os participantes possam  ter uma nova visão de mundo, guiados por valores, responsabilidade social e sustentabilidade, ferramentas que são tão necessárias nos dias de hoje.


As inscrições já estão abertas. As vagas são limitadas. Informações sobre custos podem ser obtidas na ACMD pelo telefone (13) 3222.5002.