ACMD se reúne com Dra. Zilda Arns


A Dra. Zilda Arns (autoridade máxima da Pastoral da Criança no Brasil) teve uma reunião com representantes da ACMD: Eduardo Vianna Junior (Diretor Executivo) e Ronald Luiz Monteiro (Conselheiro).


O encontro ocorreu em Curitiba, em 19 de abril. O objetivo foi prestar contas à Diretoria Nacional da Pastoral sobre os resultados da parceria existente entre a ACMD e a regional da entidade na Baixada Santista.


A ACMD vem viabilizando, desde o ano passado, a implementação de Núcleos Multisuo da Pastoral. São locais onde as líderes têm capacitações, nas quais aprendem, dentre outras coisas, preparar a multimistura (um complemento alimentar responsável pelo sucesso da Pastoral no combate à desnutrição).


Os Núcleos são compostos por cerca de quatro salas e uma cozinha semi-industrial. Já foram finalizados 11 núcleos em vários municipios da região (o último, inaugurado em 28 de abril, se localiza na igreja Coração de Maria, em Santos). Mais 14 núcleos estão em fase de negociação.


Até o final do ano, a meta é fazer 29 unidades. Durante a reunião, Dra. Zilda confirmou que estará presente na inauguração da última. Na ocasião, Eduardo e Ronald visitaram a sala de situação, na qual permanecem expostos vários indicadores da Pastoral no Brasil. Dra. Zilda mencionou que, são produzidos pela assessoria de comunicação da Pastoral, programas de rádio que são distribuidos a inúmeras emissoras em todo o país.


Outro ponto abordado foi como identificar e estimular o engajamento de novas voluntárias. Segundo Dra. Zilda, a coordenadora de ramo (que é uma das funções exercidas na entidade) poderia fomentar essa tarefa.


A Diretoria Nacional da Pastoral da Criança estabeleceu, cruzando dados de pesquisas, para que todas as crianças em situação de risco na Baixada Santista tenham acesso à Pastoral, suas comunidades teriam que conseguir assistir por volta de 37 mil crianças.


Hoje, as comunidades locais atendem 11 mil crianças. Isso significa que é preciso triplicar a capacidade de atendimento da entidade na região para suprir a demanda.