Cartilha contra “bullying” acessível na internet


O Conselho Nacional de Justiça lançou uma cartilha contra o “bullying”. O material, recentemente disponível na internet, faz parte do projeto Justiça nas Escolas. A cartilha foi produzida pela psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva – especialista no assunto e também autora do livro “Bullying: Mentes Perigosas nas Escolas”.



A cartilha é bem didática, trazendo perguntas e respostas que ajudam a identificar e tratar o problema. Orienta pais, professores e alunos. Além disso, visa alertar membros do governo e da sociedade civil, mostrando que essa questão requer o envolvimento de todos. Em termos gerais, define bullying como sendo um tipo de agressão específica psicológica ou física ocorrida em ambiente escolar, de forma intencional e repetitiva.



E esse desafio pode estar mais perto do que se imagina. Ontem (dia 4), o Jornal A Tribuna noticiou um caso ocorrido com garotas de uma escola estadual, localizada no bairro do Macuco em Santos. Há cerca de dois meses, o mesmo veículo publicou outro caso. Desta vez, extremo e também ocorrido em Santos. Um adolescente, de 13 anos, pediu para que seus pais o mudassem o quanto antes de escola, pois disse sofrer agressões diariamente. Dentre elas, o estudante era xingado de “nerd” pelos colegas, além de outras ridicularizações.



Agora, trata-se de uma instituição particular e o aluno estudava lá desde a Educação Infantil. As agressões foram facilmente comprovadas, mesmo porque também encontravam-se na internet (o chamado cyberbullying). O pai da vítima reuniu provas e registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia da Infância e Juventude (Diju). O menino acabou mesmo tendo que se mudar de escola.



Esse é apenas um caso – e que veio a público. Mas, infelizmente, se sabe que essa é uma problemática cada vez mais comum – não sendo exclusiva dessa ou daquela escola. E, por isso, deve ser combatida por todos nós.



Clique aqui para ver uma pesquisa sobre bullying.



Clique aqui para ler a cartilha.