Casos de desestruturação familiar independem de classe social

O número de ocorrências com vítimas das classes mais favorecidas se igualam às das camadas mais carentes da população, segundo dados da cidade de Santos, referentes ao ano passado. Outra constatação levantada é que raramente as crianças e adolescentes das classes altas seguem os programas oferecidos pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Seas), preferindo atendimento particular.


 


A Seas é a segunda maior secretaria da Cidade, com 59 equipamentos e cerca de 500 funcionários, desenvolvendo programas para atender todas as camadas sociais.


 


O Atendimento público no município é dividido em etapas. Após a denúncia para a Seas ou ao Conselho Tutelar, a vítima passa pelo atendimento jurídico. Em seguida, as crianças são encaminhadas ao Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS) para uma avaliação geral do problema, independentemente da situação socioeconômica.


 


Em casos de constatação de violência, recomenda-se isolar agressor e vítima. Ambos têm direito a atendimento psicológico e programas de inclusão. Em situações de violência doméstica, muitas mães ficam com o agressor em casa, pela dependência financeira ou para evitar que outras pessoas tenham conhecimento da situação.


 


 

































Casos atendidos em 2007


Abuso sexual


283


Exploração sexual


42


Negligência


150


Maus tratos


88


Violência psicológica


112


Violência física


93


Abrigamento e planos de desabrigamentos


106


Liberdade assistida


185


Prestação de serviços à comunidade


129


 


OBS. Cada caso atende, em média, pelo menos mais quatro membros da família.


 


 


 


Serviços:


 


Secretaria de Assistência Social (Seas)


Tel: (13) 3219-6769


Fax: (13)3201-5024


 


Disque Urgência Social (24 horas)


0800-177766


 


Central de Atendimento à Criança e ao Adolescente – Casa de Acolhimento (24 horas)


Tel: (13) 3223-6246


 


Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas)


Tel: (13) 3223-4079 ou (13) 3221-8525