Centro de Direitos Humanos é constituído

O Centro de Defesa dos Direitos Maria Dolores (Cdhimd) foi criado em 19 de setembro. O objetivo é discutir a forma de ação sobre os Direitos Humanos. Ligado ao Movimento Nacional de Direitos Humanos (Mndh), o Centro Maria Dolores foi criado após dois anos de reuniões entre esses representantes.


O centro discutirá assuntos desde a defesa do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), passando pela discriminação contra os negros, índios, nordestinos e a violência contra a mulher. O órgão também desenvolverá parcerias com entidades públicas, não governamentais, universidades e igrejas para promover os Direitos Humanos.


O estatuto foi aprovado em assembléia no sábado, na Estação da Cidadania, que auxiliará na promoção de debates, palestras, atividades educacionais e culturais, além de receber e encaminhar denúncias de violação de Direitos Humanos.


O quadro social do Cdhimd é constituído das seguintes categorias de associados: fundadores; associados efetivos; beneméritos e colaboradores. Estes últimos, pessoas físicas ou jurídicas que solicitarem seu ingresso e estejam dispostas a colaborar monetariamente e tecnicamente.