Com o apoio da ACMD, conferência define dez propostas para melhoria do SUAS

19511496_1425172177561018_5398500530101688527_n

19511496_1425172177561018_5398500530101688527_nA 12ª edição, a Conferência Municipal de Assistência Social aconteceu no último sábado (01 de julho), na Universidade Santa Cecília (Unisanta), em Santos (SP) e contou com a participação e apoio da ACMD. Durante a plenária, foram definidas dez propostas para aprimoramento do Sistema Único de Assistência Social, que podem contribuir para melhorar o cenário do desenvolvimento social na cidade.

Entre as propostas, está a criação de ei municipal da política de assistência social que contemple 5% do orçamento da prefeitura para a área, implantação de centros de referência (Cras) na Área Continental e no bairro São Manoel e a criação de novo programa de transferência de renda com maior cobertura.

Com o tema “Garantia de Direitos no Fortalecimento do Sistema Único de Assistência Social (Suas)”, o evento reuniu 110 pessoas, entre gestores, representantes de entidades e organizações, trabalhadores e usuários. O documento final com as sugestões de melhorias será encaminhado em agosto à Secretaria de Assistência Social (Seas) para serem incorporadas no Plano Municipal de Assistência Social.

“A ACMD tem atuado no assessoramento das OSCs e poder público no sentido de mobilizar esta rede e ampliar a garantia de direitos, deveres e responsabilidades no desenvolvimento social da Baixada Santista. A conferência foi um sucesso e esperamos ótimos desdobramentos”, salientou o presidente do conselho deliberativo da ACMD, Eduardo Vianna Júnior.

Também foram escolhidas duas propostas estaduais e quatro federais, que serão levadas às conferências nos referidos âmbitos, a serem realizadas em outubro e dezembro, respectivamente. “As propostas são exequíveis de serem cumpridas e visam o fortalecimento do Suas”, ressaltou o presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Leandro Lapetina Freire.

Desde início de junho foram 12 pré-conferências para discussão do Suas, que é o modelo de gestão utilizado no País para operacionalizar as ações de Assistência Social. A Conferência teve apoio e patrocínio da Associação Comunidade de Mãos Dadas, Centro de Aprendizagem e Mobilização Profissional e Social (Camps-Santos) e Unisanta.