Conheça o trabalho da Pastoral da Criança

O foco do trabalho é o combate à desnutrição e mortalidade infantil em crianças de zero a seis anos, melhorando dessa forma, a qualidade de vida não apenas da criança, mas de toda a família e comunidade. Em todo o Brasil, há uma rede de mais de 130 mil líderes comunitários de saúde voluntários. Onde estão presentes, a mortalidade infantil é reduzida em até 70% e a desnutrição em 50%.A Pastoral realiza um trabalho ecumênico e de transformação social, utilizando ações básicas de saúde e educação. “A Pastoral não realiza assistencialismo. Todas as ações são voltadas para ensinar as mães e as famílias a encontrarem as saídas para as situações de carência que vivem”, explica Elisabeth Carneiro Rodrigues, coordenadora do projeto em Santos.Para que isso seja possível, a Pastoral capacita voluntários que vivem nas comunidades em que há o atendimento. Os chamados Líderes Comunitários são pessoas que já conhecem a realidade do local e são bem aceitas pelas famílias. Os Líderes passam por um treinamento de quatro meses e após formados, passam por reciclagens mensais.“Os Líderes são treinados para ver o global. Não é apenas a questão da desnutrição, mas também acidentes domésticos, amamentação, higiene, maus tratos e tudo que diga respeito a vida familiar e em comunidade”, explica Elisabeth. Multimistura Uma das principais armas do trabalho da Pastoral é a Multimistura, formada por farinha de trigo e fubá, acrescida de ingredientes da Região como folha da mandioca e casca e semente da abóbora. A Multimistura é distribuída para as famílias que aprendem como administrá-la.Na Região, a Pastoral atende mais de oito mil crianças (seis mil famílias). Mensalmente é feito o acompanhamento das crianças, através de pesagem. Ao todo, são 28 paróquias que atendem 92 comunidades carentes.Área de Abrangência da Pastoral da Criança no País Ano 2001 Estados (100%):27 Municípios (64%):3.555 Dioceses (100%):261 Paróquias (61%):5.317 Comunidades cadastradas:32.743 Líderes comunitários atuantes:133.134 Equipes de coordenação, capacitação e acompanhamento:6.648 Famílias acompanhadas (média mensal):1.135.969 Gestantes acompanhadas (média mensal):76.842 Crianças menores de 6 anos acompanhadas (média mensal):1.635.461 Idosos acompanhados (média mensal):23.178 Projetos alternativos de geração de renda:60 Alunos de alfabetização de jovens e adultos:27.502 Rádios que transmitem o programa Viva a Vida: 1.343 Número aproximado de voluntários*:155.000 *Soma de líderes comunitários, coordenadores e membros de equipes de treinamento Sub-regional São Paulo II – Diocese de SantosMunicípios : Santos, Guarujá, Cubatão, Praia Grande, São Vicente, Peruíbe e Itanhaém. Número de Municípios:07 Número de Áreas:09 Número de Paróquias:28 Número de Comunidades:92 Número de Líderes:637 Número de Famílias:6.173 Número de Crianças:8.223 Número de Gestantes:232 Número de Pessoas na Equipe de Coordenação:181