Conselheiros parabenizam a ACMD em depoimentos

Depoimentos:


“A Associação Comunidade de Mãos Dadas (ACMD) veio para agilizar um processo de conscientização que é inato à cultura brasileira, porém, a sociedade não sabe colocar essa conscientização em ação, por falta de conhecimento de como fazê-lo, e é esse o grande trabalho dessa entidade no meio empresarial” (Terezinha Maria Calçada Bastos).



“Primeiro, começamos a conscientizar no ambiente empresarial. Com o amadurecimento, vimos a necessidade de trabalhar também com outras lideranças: comunitárias, de outras ONGs e instituições, movimentos em geral etc. Seja pilotando um projeto, ou mobilizando a rede, a ACMD cumpre uma função altamente importante na defesa dos direitos” (Ronald Luiz Monteiro).



“Ir além – dê olho na realidade atual, mas com foco no futuro. Assim é a ACMD: desafiadora, inovadora, transformadora e acolhedora. Por incrível que pareça, é um pouco de tudo isso e ao mesmo tempo” (Marcelo Bechelli Monteiro – atual Presidente).



“Na atividade empresarial, temos uma série de limites. Já no Terceiro Setor, há uma flexibilidade maior, pois juntos podemos mais. Nessa linha, a ACMD é uma instituição de vanguarda, onde podemos sonhar e realizar nossos sonhos. E, assim, conseguimos transformar positivamente o futuro de nossas crianças” (Eduardo Vianna Júnior).



 “É de grande significado e importância para todos, nós da ACMD e a sociedade, esta data. Examinando nossa trajetória, percebemos o quanto fizemos para tornar melhor e mais justa a vida de crianças e adolescentes, com os quais, nos envolvemos, buscando o caminho para que pudessem se desenvolver e encontrar um futuro mais promissor. Durante estes anos, procuramos nortear nossa conduta baseada em valores humanos e éticos, a fim de promover o bem-estar das crianças e o aprimoramento da sociedade. Esperamos continuar nosso caminho, usando os mesmos princípios que nos trouxeram até aqui, para atender aos anseios e necessidades que se apresentarem” (Marion Martins de Lima Monteiro).



“O bom da ACMD é que ela não dá o peixe e sim ensina a pescar, como diz o ditado. Muito mais do que o mero assistencialismo – tornando as pessoas mais produtivas, autônomas e felizes” (Luiz Carlos Pinto de Oliveira).



“Quando entrei na ACMD, vi a possibilidade de poder ajudar. Pois, chega um momento na vida que a gente sente a necessidade de colaborar – mesmo que seja com uma pequena parcela: participando de reuniões e dando opinião sobre um determinado assunto, ou dedicando algum tempo da minha atuação profissional.” (Geórgia Linhares).



“A ACMD mudou minha visão empresarial. A troca de informações foi muito relevante e todos nós aprendemos bastante com isso. São exemplos que ficam para toda uma vida” (Lúcia Mesquita).
 


“A descoberta de conviver de mãos dadas, acreditando no ser humano. fazer o bem, sem saber a quem. sem distinção de raça, cor e crença. Criança, jovem e  idoso De mãos dadas , procuramos a transformação de todos – quer sejam pobres ou ricos, pois só assim teremos uma nova  sociedade. Acreditando que o ser humano é  parte do universo, tem em a preocupação com a mãe  Terra, – e está a serviço do mais radical compromisso com a vida, principalmente com sua face mais frágil, lutando por um mundo em que viver seja conviver e existir, coexistir” (Rosemarie Roma Vianna).