Débora Ivanov é escolhida nova diretora da Ancine

deboraivanov

deboraivanovO Plenário do Senado aprovou, no último dia 16 de setembro, o nome de Débora Ivanov, para a diretoria colegiada da Ancine. A indicação foi aprovada com 52 votos favoráveis, quatro contrários e uma abstenção. Na véspera, Debora foi sabatinada na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado, onde teve seu nome aprovado por unanimidade.

Advogada e cineasta, Débora tem mais de mais de 60 obras audiovisuais no currículo, é diretora do Instituto Querô, diretora executiva do Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (SIAESP), membro do comitê gestor do Fundo Setorial do Audiovisual da Ancine, membro do conselho consultivo da SPCine e concluiu, recentemente, um MBA em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios pela Fundação Getúlio Vargas.

O currículo ainda possui a participação com produtora do longa metragem, “Que horas ela volta?” indicado para concorrer ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. “O Brasil, hoje, é quinto maior polo de produção de audiovisual do mundo. Essas medidas trouxeram um novo patamar para o audiovisual brasileiro. Estou pronta para promover o desenvolvimento econômico e social do audiovisual”, afirmou Débora, durante a sabatina no Senado.

Em 2005, Débora ainda vinculada a Gullane Filmes, procurou o Unicef para pedir indicação de uma entidade da Baixada Santista que realizasse um trabalho para a implantação de oficinas de cinema e vídeo para os jovens participantes do filme “Querô”. O Unicef indicou sua parceira na Região, a ACMD, que na época, já realizava diversas ações exitosas. A partir de então, a ACMD ativou seu trabalho em rede, o que possibilitou o contato com diversas empresas e entidades.

O projeto cresceu e se transformou no Instituto Querô, que realiza as oficinas e a Quero Filmes, uma produtora audiovisual, pra onde são encaminhados os profissionais de destaque das oficinas. Nesses 10 anos, centenas de crianças e adolescentes foram atendidas, dezenas de filmes foram produzidos e dezenas de prêmios conquistados. A ACMD continua como parceira institucional do Instituto Querô.