Doação ao Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente

Com a proximidade do final do ano, as empresas começam a fazer seus balanços anuais. É preciso lembrar de incluir a doação ao Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente nesses relatórios. A doação pode ser feita até o último dia útil do ano para poder ser considerada na próxima declaração do Imposto de Renda. As empresas públicas ou privadas podem destinar para o Fundo a quantia que desejarem. O valor da doação será dedutível do IR até o limite de 1% do Imposto de Renda Devido (lucro real ou estimado). Pessoas físicas também podem contribuir com até 6% do Imposto Devido.Os Fundos são recursos que têm a finalidade de financiar projetos e programas na área da infância e da juventude. Contribuir para o Fundo não custa nada ao empresário. Pelo contrário, ao invés do dinheiro do imposto seguir para a união, ele fica no município e assim, pode-se ter o controle de onde está sendo investido. É o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente que decide sobre a aplicação dos recursos do Fundo. A sociedade civil participa do Conselho e pode acompanhar a destinação dos recursos. Quanto mais doações, maior o número de entidades, programas e projetos serão beneficiados, melhorando a qualidade de atendimento prestado no município.As contribuições podem ser feitas por meio de DOC – Documento de Crédito – para o Fundo do município escolhido. Para isso, basta preencher com os dados do Fundo (obter os dados no Conselho Municipal). O comprovante do depósito deve ser encaminhado ao Conselho Municipal que providenciará um recibo. O Conselho também possui formulários para a doação que podem ser retirados na sede do órgão. O Conselho de Santos fica na Avenida Rei Alberto I, 117. Telefone: 3261.5508.