Enquete revela que a exploração sexual de crianças e adolescentes é causada pelos próprios jovens

A ACMD elaborou em seu site uma enquete com a seguinte pergunta: “Qual é a maior causa do problema do abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes?” Foram dadas as seguintes opções: “A falta de conexão entre instituições públicas e privadas, que tratam do assunto”; “A desestruturação das famílias, em geral”; “A impunidade dos criminosos que cometem tais ações” e “O comportamento dos próprios adolescentes que acabam estimulando que isso aconteça”. A última opção teve o maior número de adeptos, 33% de escolha.


De acordo com a assistente social da ACMD, Denise Fernandes Saquete, a enquete mostrou o que uma boa parcela da sociedade pensa sobre os casos de violência sexual, sobretudo com adolescentes. “É natural que a sociedade em geral assimile os shortinhos curtos e as músicas de funk, a uma provocação sexual das adolescentes. Contudo, o abuso sexual de crianças e adolescentes é muito mais que uma provocação é um problema social”, afirma.


Denise ainda lembra o caso do padre Emilson Soares Corrêa, do Rio de Janeiro, que recentemente foi acusado por uma adolescente de 15 anos e uma jovem de 19, que afirmam terem sido abusadas sexualmente pelo sacerdote. “O advogado do membro da igreja, Roberto Vitagliano, afirma que a adolescente e a jovem se insinuavam para o padre, por isso ele cometeu o crime. Esse tipo de declaração é inadmissível”, ressalta.


A assistente social explica que os internautas se apegaram a apenas uma parte desse problema. “Há abusos de crianças e adolescentes, meninos e meninas. A minha experiência mostra que a insinuação não é motivo para o abuso sexual. Os criminosos agem de forma deliberada e na maioria das vezes sem a punição adequada. Haja visto que a opção “impunidade” alcançou 31% de votos”, diz.


Para ela, o principal motivo para a exploração sexual de crianças e adolescentes é a desestruturação das famílias. “É muito comum ver adolescente já com a responsabilidade de chefiar uma família e a falta de instrução leva esses adolescentes ao caminho mais disponível, daí para exploração sexual é um pulo. Em outros casos, o problema já foi detectado pela família, mas é negligenciado, quando deveria ser tratado”, conta.


A opção “A desestruturação das famílias, em geral” alcançou 24%. A enquete ainda mostrou que 12% dos internautas acreditam que a “A falta de conexão entre instituições públicas e privadas” é o responsável pelo problema do abuso e exploração sexual.


A assistente social ainda afirma que o abuso de crianças e adolescente é um problema que deve ser observado nos próximos anos. “O Brasil será sede da Copa em 2014 e das Olimpíadas em 2016. Nós devemos estar atentos aos possíveis abusos sexuais”, garante.


O resultado da enquete não representa, de forma nenhuma, a opinião da ACMD. Bem como não tem amostragem significativa para ser considerada uma pesquisa.


Confira nossa nova enquete “Você é a favor da diminuição da maioridade penal?