Estudo aponta alto consumo de crack entre adolescentes

É do conhecimento de todos o grave problema de consumo de drogas, especialmente o crack, que afeta adolescentes e jovens. Um estudo veio reiterar essa questão e apontou que um em cada quatro usuários dessa droga, na Baixada Santista, tem entre 16 e 20 anos. Os dados são de um levantamento Estadual sobre o Enfrentamento ao crack, divulgados nesta terça-feira (dia 20), pelo Jornal A Tribuna.


O estudo, que  foi feito por uma Frente Parlamentar, da Assembleia Legislativa, traz, ao final, a chamada Carta São Paulo de Enfrentamento ao Crack (recomendando o envolvimento das três esferas de governo nessa questão e sugerindo destinação de recursos para o combate).


Das 645 Prefeituras paulistas, mais da metade responderam à pesquisa – sendo seis delas da Baixada (exceto Santos, Praia Grande e Itanhaém). Elas justificaram suas ausências.


Segundo divulgado pelos parlamentares, a amostragem dos pesquisados corresponde a 76% da população estadual – o que torna o levantamento legítimo  e capaz de oferecer parâmetros reais.