Fórum Empresarial coloca crianças como prioridade

No último dia 15, aconteceu o Fórum Empresarial de Apoio à Cidade de São Paulo – que elegeu a causa da criança e do adolescente como prioridade. Para tanto, definiu-se a necessidade de se realizar o cruzamento de indicadores das mais variadas fontes e, a partir deles, estabelecer políticas públicas que garantam o máximo de direitos a esse público.


O evento foi organizado pelo Instituto Ethos, Movimento Nossa São Paulo, Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomércio).


Entre as personalidades presentes no encontro, estavam: Oded Grajew (Presidente do Instituto Ethos) Anna Penido (Coordenadora Executiva do Escritório do Unicef em São Paulo) e Fernando Rossetti (Secretário-Geral do GIFE). Durante o evento, foram elaboradas propostas – que reunidas constituem um material de referência para que o setor privado invista e também se organize de modo a realizar algumas ações.


E o momento é oportuno, como demonstrou o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Segundo dados apresentados, em 2005, o setor privado brasileiro destinou R$ 5,6 bilhões para causas sociais. Já neste ano, conforme o mesmo órgão, os valores devem chegar em R$ 8,5 bilhões.


Voltando aos indicadores, quanto ao que foi explicado no dia, o cruzamento de dados é relevante para poder avaliar melhor quais as regiões mais vulneráveis da cidade de São Paulo.


Em síntese, como conclusão do Fórum, se pôde perceber que não é possível pensar em uma sociedade melhor, sem olhar cuidadosamente para a situação da infância e adolescência. Em especial, agora em 2010 que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) completou seus 20 anos de existência.


Por conta disso, várias iniciativas vêm ocorrendo nesse sentido. Clique aqui e leia a matéria que divulgamos recentemente sobre a mobilização “Juntos pelo ECA”.