Guardião Cidadão completa 10 anos com mais de 1.300 jovens formados

gurdiao

gurdiao

Victória Jasmouth, de 19 anos, decidiu há um ano e meio que faria parte desse grupo. Ela acredita que a experiência adquirida no programa poderá ser útil até para ingressar na sonhada faculdade de Enfermagem, com vestibular ainda este semestre. “O curso me ajudou a ter mais disciplina com horários, meu comportamento também melhorou e a oportunidade de poder trabalhar e estudar é muito interessante”, conta a jovem, moradora do Santa Maria.

Com duração de 30 dias, o curso de formação apresenta disciplinas como primeiros socorros/resgate, noções de Direito, conhecimentos básicos de turismo, comunicação e expressão, meio ambiente, Estatuto da Criança e do Adolescente/Estatuto do Idoso, Educação Física/defesa pessoal, patrulhamento ostensivo preventivo, ordem unida, legislação municipal e normas gerais de procedimento.

Luca Tavares Silva, de 19 anos e há seis meses no Guardião, diz que a família deu total apoio quando se inscreveu. “Descobri coisas que nem imaginava que existiam e o convívio com a Guarda Municipal só me ajudou a crescer como pessoa. Foi uma grande oportunidade que apareceu para eu trabalhar e que levarei na sequência da minha vida profissional”, afirma o estudante de Engenharia, morador do Marapé.

Atualmente, o programa conta com 59 meninos e 28 meninas. As inscrições para a turma de 2016 serão abertas em breve. A divulgação ocorre por meio de publicação do edital no Diário Oficial, contendo o local para efetuar a inscrição. Os interessados podem deixar currículo na Praça Iguatemi Martins s/nº, Vila Nova. Com a criação de novas turmas, os candidatos são chamados para entrevista.

Guardião Cidadão

Atribuições
– Adotar uma postura profissional digna e exemplar
– Atender ao público com humanidade e prestar as informações necessárias
– Trazer consigo os números de telefones de emergência a serem utilizados em caso de necessidade
– Inteirar-se das peculiaridades do posto (local) em que esteja de serviço visando uma ação mais eficiente, tanto no aspecto da segurança, como na orientação ao público
– Saudar seus superiores e cumprimentar seus colegas, inclusive membros de outras corporações
– Quando em transporte coletivo, ceder seu lugar para portadores de deficiência, senhoras com criança de colo e pessoas idosas
– Estar sempre alerta e em pontos estratégicos, onde o publico possa tê-lo como referência, devendo desenvolver a imagem do Guardião amigo e protetor

O programa
– Um dos principais programas sociais da Prefeitura, capacita anualmente jovens para o primeiro emprego
– Reembolso mensal de um salário mínimo e meio por jornada de seis horas durante dois anos
– Rapazes e moças, de 18 a 20 anos, passam por ciclo de palestras e outras atividades
– Depois que atuam no Guardião Cidadão, 70% desses jovens ingressam em uma empresa, principalmente de segurança, do porto e telemarketing, ou na Polícia Militar
– Muitos utilizam a contrapartida de um salário mínimo e meio para vislumbrar uma colocação em áreas segmentadas, investindo em cursos de informática, técnicos ou até faculdades
– Para ser guardião-cidadão é preciso ter entre 18 e 20 anos e Ensino Médio completo, morar em Santos, estar livre do serviço militar e desempregado
– Os aprovados fazem um curso de 30 dias com apoio da Guarda, USP, Unifesp e Secretaria Municipal de Educação sobre história da Cidade, preservação ambiental, defesa pessoal e primeiros socorros, entre outros temas
– Os guardiões atuam no SIM (Sistema Informatizado de Monitoramento), programa ‘Salva-Surf’, orla e Centro Histórico. Eles zelam também pelo patrimônio público, orientam a população e auxiliam a Guarda Municipal.