Justiça Restaurativa é debatida em encontro


Avaliar e difundir as práticas de Justiça Restaurativa, como forma de solução efetiva de conflitos – além de refletir sobre a possibilidade de implementar, em Santos ou em outras regiões, projetos experimentais sobre o tema. Estas são algumas das finalidades de um encontro que irá ser promovido na sede da OAB de Santos, em 6 e 7 de outubro. As inscrições são gratuitas.



A Justiça Restaurativa baseia-se no pressuposto que o crime ou ato infracional causa danos, não só para a vítima e seu respectivo agressor, mas também para toda a comunidade, na qual eles estão inseridos. Esse conceito pretende ser o início de um novo paradigma, que dá maior ênfase ao diálogo e à reconstrução das relações humanas – tendo como foco principal a pacificação.



Na oportunidade, vão ser apresentadas experiências de dois Programas: Liberdade Assistida da FEBEM (Litoral e Vale do Ribeira) e Educadores da Paz (Birigui e Araçatuba). A mediação de adolescentes em conflito com a lei também será um dos temas abordados. O Projeto Piloto da Comarca de Guarulhos é um dos que trata desse assunto.



Os interessados em participar do encontro devem se inscrever gratuitamente pelo telefone 3226-5900. O local é Praça José Bonifácio, 55 – Centro – Santos.