Lei torna obrigatório e gratuito teste auditivo em bebês


A partir de agora, uma Lei Federal publicada no Diário Oficial, no último dia 3, obriga todos os hospitais e maternidades do País a realizar o “Teste da Orelhinha” nos recém-nascidos. Essa prática visa detectar a existência de alguma deficiência auditiva, mesmo que leve.


Segundo a Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, menos de 10% dos bebês são submetidos a esse tipo de avaliação no primeiro ano de vida. Ainda conforme explicam os especialistas, o ideal é que o exame aconteça nos primeiros seis meses. Durante o chamado “Teste da Orelhinha”, um fone emite um fraco ruído. A partir daí, outro aparelho registra se há ou não movimentação dos cílios que compõe o sistema auditivo – o que determinaria algum grau de surdez.