No mundo, milhares de crianças ficam sem registro de nascimento

Mais de 50 milhões de bebês ficam sem certidão de nascimento, todos os anos, no mundo. A informação foi divulgada recentemente pela “Rádio ONU”. Uma das consequências dessa realidade é que as crianças que não são contabilizadas acabam não sendo consideradas na hora de se elaborar políticas públicas e decisões orçamentárias por parte dos governos. O que, no fim da linha, terminam com os seus direitos violados.


Ainda segundo a notícia, conhecer esses dados é relevante para que o Estado seja capaz de dar respostas mais adequadas às necessidades desse público, oferecendo-lhe um maior amparo legal.


Clique aqui e leia a versão impressa e em português dessa matéria.