Nota de corte para o Conselho Tutelar é reduzida por causa de baixo desempenho

A nota de corte para o Conselho Tutelar de Santos acabou tendo que ser reduzida, de 60 para 48, devido a um generalizado baixo desempenho dos pré-candidatos no exame escrito. Essa informação foi divulgada, nos últimos dias, pelo Jornal A Tribuna. 


Segundo o que foi  publicado pelo veículo, apesar de ter sido com consulta, apenas 38 dos 87 participantes haviam atingido a nota mínima (que era de 60 pontos).


Porém, existe uma Resolução do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA (responsável pelo pleito), que diz ser obrigatório, no mínimo, 60 concorrentes (para as 15 vagas de titulares, e para as outras 15 de suplentes).


Foi exatamente para atender a essa exigência que o CMDCA, em reunião, decidiu baixar a nota. A redução permitiu que 64 candidatos se credenciassem para seguir na disputa. Até a conclusão desse processo seletivo, haverá mais duas etapas. Conforme o CMDCA informou à ACMD, a entrevista pública dos aprovados no exame escrito deve acontecer ainda este mês, e a eleição propriamente dita (para o mandato de 2012-2015) está prevista para maio.


A prova escrita, como já é tradicional, trouxe questões de língua portuguesa e, principalmente, sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA (só deste último foram 50 itens). O exame foi elaborado pelo Defensor Público do Município, Thiago Santos de Souza.


Preocupação da ACMD


Já não é de hoje que a ACMD se preocupa e se manifesta publicamente sobre a importância de se capacitar os conselheiros tutelares. Mais do que isso, inclusive, dentre outras ações relevantes, até já promovemos, há alguns anos, uma capacitação gratuita e específica sobre esse assunto, com aproximadamente 80 participantes, no SESC de Santos.


Clique aqui e releia essa matéria.