Oficinas Querô finalizam seu novo curta-metragem

O curta-metragem “De Velha Basta Eu” é a mais nova realização das Oficinas Querô, com produção da Querô Filmes. Está em fase de finalização e tem conclusão prevista para o inicio de setembro. A direção e o roteiro são de Victor Luiz dos Santos (um dos sócios da Querô Filmes e formado pelas Oficinas na turma de 2006). Atualmente, ele cursa faculdade de rádio e TV.


Victor já tinha escrito e dirigido outro curta-metragem, o Maria Capacete, também fruto das Oficinas. A diferença, segundo ele, é que o primeiro se tratava de um documentário e o atual é uma ficção. Desta vez, de forma bem humorada, o enredo conta a história de uma senhora que levava uma vida muito reprimida e, depois de ter ficado viúva, resolve se libertar. Conforme explicou o diretor, o que levará as pessoas a refletir sobre pontos relevantes como: o relacionamento entre homem e mulher, o papel da mãe, a importância da amizade e a independência feminina.


“Esse curta é inspirado em uma senhora que encontrei durante uma seleção de elenco. Na ocasião, ela estava acompanhando seus netos interessados em participar de outra filmagem e, enquanto esperava, foi contando sua história para a gente (pessoal da produção)”, comentou o jovem cineasta.


Para financiar o “De Velha Basta Eu”, Victor inscreveu seu roteiro em um concurso do Ministério da Cultura (MinC), por meio da Secretaria de Audiovisual. Cerca de 150 projetos disputaram e 20 (dentre eles o de Victor) foram contemplados. Cada um recebeu, no máximo, uma verba de R$ 30 mil para ser executado. O concurso era destinado unicamente a pessoas físicas, ligadas a algum projeto de inclusão social, através de produções audiovisuais – que é exatamente o foco das Oficinas Querô.


Oficinas em São Paulo – A partir desta segunda-feira (10 de agosto), as Oficinas Querô iniciarão as atividades de seu primeiro polo fora da Baixada Santista. Será na cidade de São Paulo, mais especificamente na região periférica de Guacuri. A unidade da Capital capacitará 31 jovens, com idade entre 14 e 17 anos.


Assim como nos municípios de Santos e Guarujá (onde as Oficinas já realizam um intenso trabalho), os adolescentes de São Paulo também terão uma formação multidisciplinar. Além das matérias técnicas, fazem parte do conteúdo os seguintes temas: expressão verbal, cidadania, humanismo e informática. As aulas são gratuitas e acontecerão cinco vezes por semana, durante um ano, sempre no período da tarde.


Mais informações: Oficinas Quero.