Pesquisa sobre evasão escolar será apresentada no CMDCA


A Pesquisa sobre Evasão Escolar em Santos, promovida pela ACMD, vai ser exibida na Assembléia Ordinária do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA). – que acontece em 7 de julho (quinta-feira), às 8h. A explanação será feita pela Assistente social responsável pelo estudo, Hilda Rocha Senger.



O levantamento de dados se refere ao primeiro semestre de 2004. Teve como objeto de estudo as Fichas de Comunicação do Aluno Infrequente (FICAIs), emitidas pelas escolas e enviadas aos três Conselhos Tutelares do município (Zona Leste, Zona Centro e Zona Noroeste). Na pesquisa, divulgada à comunidade no início de maio, foram analisados 396 casos.



A FICAI vigora em Santos desde 2003, quando tornou-se uma Resolução Normativa (59/2003), do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA). A ficha pode ser utilizada pelas três redes de ensino: Municipal, Estadual e Particular. Elas devem ser preenchidas pelas escolas e encaminhadas ao Conselho Tutelar, quando um aluno falta por cinco dias seguidos ou dez alternados.



Segundo a pesquisadora, esses 396 casos correspondem a uma parcela da evasão escolar. Ela estima que, naquele período, o total de crianças evadidas seja cerca de 700. Para o Diretor Executivo da ACMD, Eduardo Vianna Junior, a FICAI cumpre uma função muito importante: traz o aluno de volta às aulas antes que ele ultrapasse o limite máximo de faltas, que é de 25%. Assim, a utilização da FICAI evita que a criança perca o ano letivo.



O levantamento mostrou que essas fichas fizeram 133 estudantes retornarem às escolas. Conforme explicou Eduardo Vianna Junior, essa quantia é muito significativa, pois 133 alunos correspondem a quatro classes.



Hilda Senger dá, na pesquisa, sugestões para otimizar a utilização da ficha. Para ela, as escolas registram a infreqüência de modo variado, sem uma unificação, o que dificulta o controle. A pesquisadora propõe ainda que as instituições tenham um arquivo exclusivo para as FICAIs, separado dos demais prontuários e históricos escolares.



Veja abaixo, o resultado geral do levantamento.



Foram avaliados, no total, 396 casos de evasão registrados por meio da FICAI, no primeiro semestre de 2004.



Chegou-se ao seguinte resultado:



133 alunos retornaram às aulas.



106 casos sem resposta



57 cancelamentos ou transferência de matrícula



53 casos foram encaminhados ao Ministério Público



47 alunos não voltaram às aulas.