Prêmio Empreendedor Social tem inscrições abertas até 17 de maio

folha

folhaEstão abertas até 17 de maio as inscrições para a 11ª edição do Prêmio Empreendedor Social. A premiação concedida pela Folha em parceria com a Fundação Schwab identifica e dá destaque a empreendedores que estão mudando o país com iniciativas inovadoras em áreas como educação, ambiente, acesso à saúde e inclusão.

Em uma década, o mais importante concurso de empreendedorismo socioambiental da América Latina premiou 78 iniciativas. Em 2014, o vencedor foi a Geekie, empresa social do arquiteto Cláudio Sassaki, 41, e do administrador Eduardo Bontempo, 31. Eles criaram uma plataforma digital de educação para auxiliar a aprendizagem a partir da análise do desempenho dos alunos.

“O Prêmio Empreendedor Social foi o de maior visibilidade que participamos. Dada a parceria com a Fundação Schwab, as oportunidades romperam fronteiras. Tivemos exposição e conexões internacionais”, diz Sassaki. “Representar o empreendedorismo social brasileiro em um prêmio tão disputado impactou positivamente no relacionamento com clientes, parceiros e investidores”, emenda Bontempo.

Ao longo de dez edições, a Folha e a Fundação Schwab receberam um total de 2.443 inscrições, o que faz do Brasil um dos recordistas entre os países que realizam o concurso. “O Prêmio Empreendedor Social reconhece líderes inovadores e com forte impacto social. E o Brasil tem sido um ótimo exemplo, com muitos inscritos todos os anos”, destaca Kenneth Turner, diretor da Schwab para América Latina e África.

Os formulários de inscrições, regulamento e a lista completa de benefícios estão na página do prêmi. Dúvidas podem ser enviadas para o e-mail empreendedorsocial@grupofolha.com.br.

Projetos de futuro
Este ano marca ainda a sétima edição do Prêmio Folha Empreendedor Social de Futuro, que também tem inscrições abertas até 17 de maio. É uma iniciativa exclusiva da Folha com o objetivo de estimular empreendedores que tenham de 18 a 35 anos e seus projetos com no máximo três anos e no mínimo um ano de vida, justamente a fase mais crítica e sensível de qualquer organização.

Os vencedores recebem visibilidade, cursos e consultorias oferecidos pelo jornal e parceiros. Os finalistas das duas categorias têm suas histórias contadas em um caderno especial publicado pela Folha e participam da Escolha do Leitor, na qual os internautas elegem seu projeto preferido em votação no UOL. Os vencedores serão conhecidos em outubro e premiados em novembro. Os prêmios têm patrocínio da CNI e parceria estratégica de UOL, Fundação Dom Cabral e ESPM.