Ricardo Young é recebido pela ACMD em almoço


A ACMD promoveu um almoço para receber Ricardo Young (recente candidato a Senador pelo Partido Verde – PV e Ex-Presidente do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social) – que esteve em Santos para participar da abertura de um evento sobre sustentabilidade, realizado pela Unimonte, (leia aqui sobre o evento) do qual a ACMD foi parceira institucional.


O encontro com a Associação ocorreu em 21 de fevereiro, das 11h30 às 14h30, e reuniu Conselheiros e integrantes da equipe de trabalho. Do Conselho, estavam presentes: Marcelo Bechelli Monteiro (Presidente), Ronald Luiz Monteiro, Eduardo Vianna Júnior, Terezinha Maria Calçada Bastos e Marion Monteiro. Já da equipe de trabalho, compareceram Deborah Okida (Coordenadora Executiva) e Eduardo Ravasini (Assessor de Comunicação).


Antes do almoço houve uma reunião com o convidado. Ronald Luiz fez um histórico da Associação – descrevendo um pouco de sua concepção até seus atuais programas e projetos. Destacou a parceria com a saudosa Dra. Zilda Arns e a Pastoral da Criança, na Baixada Santista. Também comentou sobre as “Vivências” realizadas pela ACMD e sobre a linha de disseminação do conhecimento adotada pela entidade, através de palestras e seminários.


Depois, Young contou como foi sua entrada para a política. Disse da importância dos movimentos sociais e das experiências adquiridas (até internacionais) nesse sentido. Deu como exemplo o Movimento Nossa São Paulo. “Na época (2008), todos os candidatos a prefeito se comprometeram a cumprir as propostas definidas pela sociedade civil”, declarou.


Ricardo também teve participação em uma militância em âmbito Nacional, o “Brasil com S” ( S de sustentável ou sustentabilidade). Ele lembrou o quanto é complexo estabelecer prioridades sustentáveis para um país como o Brasil, tão extenso e com tantas particularidades regionais.


“Uma sequência de bons governos, com boas políticas públicas, é capaz de mudar verdadeiramente uma sociedade em uns dez anos”, afirmou. E foi essa capacidade positiva de transformação que o atraiu para a política. “Estou a serviço de um projeto maior – só assim vejo sentido o meu envolvimento”, completa.


“A Marina (Silva – candidata do PV à presidência) está na vida pública há 30 anos e tem uma conduta absolutamente irrepreensível”, afirmou. Ele frisa ainda a importância da liberdade de escolha. “Eu fui um dos que dediquei minha juventude inteira em prol da democracia”.