Santos arrecadou mais de 110 toneladas de óleo usado

A doação de óleo usado em Santos superou 110 toneladas em 2008. O dado foi publicado no Diário Oficial da Cidade, e se refere a projetos voltados para arrecadação do resíduo no município, sendo um deles da empresa Marim Gerenciamento Costeiro, e outro da ONG Trevo.


O projeto da Marim, chamado de “De Olho no Óleo” tem a finalidade de estimular a coleta de óleo de cozinha e, assim, contribuir para a preservação do meio ambiente. Atende, principalmente, a pontos de comércio (como restaurantes, pizzarias, lanchonetes, bares, dentre outros) e condomínios.


O “De Olho no Óleo” também tem pontos de coletas localizados em escolas municipais. No ano passado, os estudantes das unidades de ensino que participam do projeto arrecadaram 3.100 litros. Já este ano, até agora, foram coletados 1.230 litros.


Para estimular a participação das crianças no programa, são mostradas, de forma lúdica, com teatros e gibis, as consequências negativas do óleo quando despejado em pias e vasos sanitários. Um litro de óleo de cozinha descartado incorretamente polui um milhão de litros de água.


Já a ONG Trevo é uma das pioneiras na coleta e reciclagem de resíduos de óleo e gordura de fritura. A entidade, com sede em São Paulo, possui tanques com capacidade de armazenamento de até 150 mil litros de produto reciclado. Ao todo são dois mil estabelecimentos cadastrados, entre restaurantes, empresas, hospitais, clubes e condomínios.


Em Santos, um dos postos de arrecadação está situado no Complexo Esportivo e Recreativo Rebouças. Entretanto, diante do aumento da coleta, um representante da ONG pode ir buscar o óleo na casa do doador. A substância é reciclada pela Trevo é destinada às indústrias químicas de diversos segmentos. Também é utilizada na fabricação de sabão em pedra.


Coleta — Os interessados em contribuir com a coleta de óleo da Trevo podem trocar 1 litro do resíduo por R$ 0,25. Os telefones da ONG são (11) 3531-2116 e 2061-3867.


Quem aderir ao projeto da Marim recebe bombas para acondicionar o material e ainda R$ 0,30 por litro, no ato da entrega. Outras informações podem ser obtidas pela internet, ou pelo telefone (13) 3278-4444. A sede do projeto se localiza na Av. Cel. Joaquim Montenegro, 531 – Ponta da Praia.