Santos poderá ter teste rápido de Gripe tipo A

De acordo com informações do jornal A Tribuna, uma criança em Santos foi diagnosticada com o vírus H1N1 (conhecido como gripe A) e no mesmo dia iniciou o tratamento com o antigripal Tamiflu.  A agilidade no atendimento só foi possível porque a criança foi submetida ao teste rápido. Se esperasse o resultado do exame feito pelo sistema público de saúde, poderia ter que aguardar alguns dias.


O teste foi feito em um hospital particular de Santos, que coletou uma amostra de secreção de nasofaringe e encaminhou ao Instituto Adolfo Lutz. De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde, há um estudo para que o teste seja feito pelas unidades da prefeitura.


“É interessante termos um núcleo de resposta rápida, pois o caso passa a ser tratado como prioridade e desencadeia uma série de ações relevantes”, disse o infectologista Evaldo Stanislau ao Jornal.


ACMD e a gripe H1N1
A partir de uma solicitação da ACMD, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Santos (CMDCA) aprovou de maneira pioneira, a Resolução Normativa n° 145/2010, que estendeu a todas as crianças e adolescentes (de 01 ano, 11 meses e 29 dias a 17 anos, 11 meses e 29 dias) o direito de acesso à Campanha de Vacinação contra a Gripe H1N1 no município nas redes municipais. A campanha de vacinação daquele ano permitia apenas crianças de até dois anos.


Na época, o Conselho Municipal de Educação (CME) aprovou uma Indicação n° 002/2010, o Ministério Público e o Poder Judiciário também se envolveram no tema, provando que o trabalho em rede, quando bem articulado, é rápido e produtivo.