Site aborda direitos das crianças e adolescentes de forma lúdica


Um site que aborda os direitos das crianças e adolescentes de maneira compreensível e atrativa. É esse o objetivo de “O Mundo de Dina“, cuja versão oficial em português entrou no ar no dia 12 de outubro, em comemoração à Semana da Criança.



Criado pela Save the Children Suécia, organização internacional que trabalha para melhorar a vida de crianças em situação de vulnerabilidade, “O Mundo de Dina” foi inicialmente produzido em sueco e depois em espanhol.



Elaborado para o público infantil entre 7 e 13 anos, nele são descritos 26 dos 54 artigos instaurados pelas Nações Unidas na Convenção dos Direitos da Criança que, num texto claro, determina o que é melhor para as crianças do mundo inteiro.



Para Ricardo Paiva e Souza, coordenador de programa da Save the Children Suécia, o site mostra os direitos das crianças e apresenta quais obrigações devem ser cumpridas pelas autoridades para que a Convenção se realize. “Se as crianças conhecem o significado desses direitos e como eles se concretizam em suas vidas, elas podem entender o que se passa para tentar mudar a realidade à sua volta”.



Ele salienta que o fato das crianças serem portadoras de direitos torna necessário implementar mudanças legais, institucionais e culturais para que esses direitos sejam efetivamente respeitados e possam ser exigidos na sociedade em geral. “Conhecer é o primeiro passo para reivindicar”, diz.



A estrutura do site é bastante funcional. Ele traz um Guia para Professores com atividades para serem realizadas nas escolas e que levam à reflexão da prática de direitos. Os artigos são explicados por 25 historietas animadas que tem na menina Dina o elemento de interação com o internauta.



É ela quem mostra a aplicação cotidiana dos direitos humanos das crianças. Estão também disponíveis duas versões do jogo de memória; um glossário com expressões utilizadas na Convenção; informações sobre a Save the Children Suécia, a Convenção e as Nações Unidas; e um Fórum para comentários e debates.