SOS Mata Atlântica abre edital e investirá até R$ 300 mil

A Fundação SOS Mata Atlântica está com inscrições abertas até o próximo dia 20, para o Programa Costa Atlântica, que pretende investir cerca de R$ 300 mil. O objetivo é a conservação das zonas costeira e marinha.


O recurso é proveniente do Bradesco Capitalização e da Fundação Toyota do Brasil, sendo esse,  o terceiro edital para o Fundo Costa Atlântico, que analisará propostas de criação e consolidação de áreas de conservação e uso sustentável dos manguezais ou restingas. Os interessados, devem apresentar os projetos por meio de uma ONG. O edital já está disponível no site.


Os projetos com foco nas unidades de conservação marinha, serão destinados até R$ 200 mil. Cada projeto selecionado receberá um valor máximo de R$ 40 mil, que visa atender demandas referentes à realização de estudos estratégicos ou complementares para a finalização de planos de manejo, elaboração de planos de uso público em unidades de conservação compatíveis com a atividade turística, infraestrutura para planos de fiscalização e apoio às atividades de educação ambiental.


Aos manguezais e restingas, é previsto apoio aos projetos que visem o manejo de recursos pesqueiros, de recursos naturais, planejamento de negócios que aliem conservação da biodiversidade e práticas sustentáveis e pesquisas sobre a valoração dos serviços ambientais. Serão destinados até R$ 100 mil e as propostas vencedoras receberão valor máximo de R$ 30 mil.


Na Baixada Santista, o Instituto Maramar foi vencedor no segundo edital com proposta que tem como objetivo a criação da unidade de conservação de uso sustentável para a região do Canal de Bertioga, Rio Itapanhaú e manguezais associados aos municípios de Santos, Guarujá e Bertioga.