Vagas em Creches – com melhorias, mas não definitivas

O Jornal A Tribuna divulgou em 28 de janeiro, mais uma matéria sobre a questão das vagas em creches, em Santos. Segundo o Veículo, a Secretária de Educação da Cidade, Suely Maia, afirma ter zerado esse déficit – por meio, dentre outras ações, de aquisições de imóveis e de convênios com diversas entidades. Ainda segundo ela, novas unidades vão ser inauguradas em breve, e outras serão construídas. Porém, agora, o problema é outro: como garantir vaga – perto de casa – para crianças com idades, entre zero e três anos.


E essa prática é um direito que está previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Acontece que, para a Secretaria Municipal de Educação (Seduc), não dá para fazer “milagre”, já que este se trata de um “problema histórico” na Cidade, como diz na matéria.


Só que é cada vez maior a quantidade de pais que se queixam – dizendo que a vaga conseguida para suas crianças é muito longe da residência ou do local de trabalho. Fato que contraria o ECA. Nesse sentido, a população vem acionando os Conselhos Tutelares e a Defensoria Pública, para que a lei seja cumprida.


Bom senso – Já o Promotor da Infância e Juventude de Santos, Carlos Alberto Carmello Júnior, conforme foi publicado, acredita que, nesses casos específicos, deva prevalecer o “bom senso” das partes envolvidas. Ele informou que uma reunião já está marcada – entre ele, a Secretária, Conselheiros Tutelares, Defensores Públicos e demais atores sociais – com o intuito de equacionar o problema.


Enquanto isso, a Seduc está oferecendo, às famílias interessadas, vale-transporte para facilitar o acesso das crianças às creches. Para outras informações, o telefone da Central de Vagas da Seduc é 3221-1818. Fica à Rua Frei Gaspar, 25 – Centro.


Clique aqui e leia, na íntegra, a matéria publicada no Jornal A Tribuna.